em 


Opções Avançadas
 

Livros do Autor



PRIMEIRO AMOR

Ivan Turguêniev
Tradução de Tatiana Belinky

Coleção L&PM Pocket
Ref. 659
112 páginas
ISBN 978.85.254.1504-2

R$ 13,90

Ivan Turguêniev

Ivan Sergueievitch Turguêniev nasceu em 9 de novembro de 1818 em Orel, uma província da Rússia, numa família de proprietários rurais abastados. Seu pai morreu quando ele tinha 16 anos, deixando ele e o irmão à mercê da mãe autoritária. Após concluir a escola, Turguêniev estudou durante um ano na Universidade de Moscou e, posteriormente, na de São Petersburgo, especializando-se em literatura russa e filologia. Aos 19 anos publicou sua primeira coletânea de poemas.

Em 1838 ingressou na Universidade de Berlim para estudar história e filosofia (especialmente Hegel, então professor e reitor da Universidade). Ao voltar para a Rússia, levou consigo muitos dos valores que adquiriu no Ocidente. Começou então a trabalhar como funcionário público, cargo que abandonaria em 1843 para viver com seu grande amor, Pauline Garcia Viardot, uma cantora de ópera casada, com quem manteve um longo relacionamento e teve um filho. Nesse mesmo ano publicou Parasha, livro que chamou a atenção da crítica.

O primeiro sucesso de Turguêniev veio com Relatos de um caçador, livro de contos publicado em 1852. No mesmo ano escreveu o obituário do escritor Gogol (publicado na Gazeta de São Petersburgo), que se tornaria famoso e que ocasionou sua prisão e seu posterior exílio. Entre as décadas de 1840 e 1850, sob o reinado do tzar Nicolau, o clima na Rússia se tornou insustentável para alguns intelectuais, entre eles Turguêniev, que deixou o país para se estabelecer no exterior, ora na França ora na Alemanha.

Nesse período, escreveu diversas novelas curtas nas quais expressa as ansiedades e esperanças de sua geração, como Ninho de fidalgos (1858) – história protagonizada por um dos seus personagens mais memoráveis, Elena –, A véspera (1860), retrato do revolucionário búlgaro Dimitri, e Primeiro amor, do mesmo ano, uma bela evocação lírica do amor, embora pessimista. Em 1862 publicou Pais e filhos, considerada uma das obras-primas da ficção russa do século XIX, que o tornou célebre. O romance, que conta a história de Bazarov, estudante de Medicina que recusa tanto o conservadorismo dos mais velhos quanto o radicalismo dos mais jovens, cunhou o termo niilista. Entre outras obras, seguem-se o romance Fumaça (1867), que não teve boa acolhida da crítica, e Terras virgens (1876), seu último livro.

Turguêniev desenvolveu uma grande amizade com Gustave Flaubert, ao passo que se tornou desafeto de seus conterrâneos Tolstói e Dostoiévski, especialmente por divergências em relação ao culto do eslavismo nas suas obras.

O autor morreu no exílio, em Paris, em 3 de setembro de 1883. Atendendo a seu último desejo, foi enterrado no cemitério Volkoff, em São Petersburgo.

Opinião do Leitor

Deixe seu depoimento sobre o autor

voltar ir para o topo   imprimir página
 

Home    Quem Somos    Notícias    Mapa do Site    Fale Conosco    Podcast L&PM

Rua Comendador Coruja, 314 - Fone: (51) 3225.5777 - Fax: (51) 3221.5380 - Porto Alegre/RS - CEP 90220-180
Rua Funchal, 538, sala 183, 18º andar - Vila Olímpia – Fone (11) 3578.6606 - São Paulo/SP - CEP 04551-060

© 2003-2017 Publibook Livros e Papeis Ltda. - CNPJ 87.932.463/0001-70 - Powered by CIS Manager   Desenvolvido por Construtiva