Coleção L&PM Pocket


SOBRE A LIBERDADE

ON LIBERTY

John Stuart Mill

Tradução de Denise Bottmann

Normalmente associado ao liberalismo econômico e à não intervenção do Estado, o filósofo e economista britânico John Stuart Mill (1806-1873) desenvolveu um pensamento profundamente humanista e deu ao indivíduo uma proeminência inédita. O clássico Sobre a liberdade foi iniciado em 1854 como um ensaio curto sobre a relação entre autoridade e individualidade, mas a complexidade do assunto fez com que fosse publicado somente em 1859, com uma extensão bem maior.

Até então, nunca ninguém se detivera sobre o conceito de liberdade pessoal, pensando- o minuciosamente perante as questões da sociedade. Partindo da individualidade como um dos elementos imprescindíveis ao bem-estar de cada um, passando pela liberdade de crença, de expressão, de associação e das minorias, o autor problematiza de forma fascinante este e outros temas, como a religião, os regimes tirânicos e a democracia. Uma obra atemporal instigante, que deve ser lida por todo e qualquer cidadão.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    SOBRE A LIBERDADE

  • Título Original:
    ON LIBERTY
  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Filosofia
    Literatura estrangeira
  • Referência:
    1217
  • Cód.Barras:
    9788525434197
  • ISBN:
    978-85-254-3419-7
  • Páginas:
    176

Vida & Obra

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


Normalmente associado ao liberalismo econômico e à não intervenção do Estado, o filósofo e economista britânico John Stuart Mill (1806-1873) desenvolveu um pensamento profundamente humanista e deu ao indivíduo uma proeminência inédita. O clássico Sobre a liberdade foi iniciado em 1854 como um ensaio curto sobre a relação entre autoridade e individualidade, mas a complexidade do assunto fez com que fosse publicado somente em 1859, com uma extensão bem maior.

Até então, nunca ninguém se detivera sobre o conceito de liberdade pessoal, pensando- o minuciosamente perante as questões da sociedade. Partindo da individualidade como um dos elementos imprescindíveis ao bem-estar de cada um, passando pela liberdade de crença, de expressão, de associação e das minorias, o autor problematiza de forma fascinante este e outros temas, como a religião, os regimes tirânicos e a democracia. Uma obra atemporal instigante, que deve ser lida por todo e qualquer cidadão.

" />