Coleção L&PM Pocket


A TEIA DA ARANHA

SPIDER'S WEB

Agatha Christie

Tradução de Henrique Guerra

R$27,90

Como foi que o corpo do desagradável Oliver Costello apareceu na sala da casa de campo do distinto casal Henry e Clarissa Hailsham-Brown? A chuvosa tarde de março decorria tranquila, e nenhuma das pessoas lá presentes parecia ter interesse no crime. Acreditando tratar-se de um acidente, Clarissa decide esconder o cadáver. Está às voltas com a penosa tarefa quando surge o inspetor Lord, um diligente policial que recebeu um telefonema denunciando o homicídio.

Este é o romance – até hoje inédito no Brasil – que o escritor Charles Osborne adaptou a partir da peça de comédia e mistério homônima de Agatha Christie, de 1954. Bem-humorado, com um enredo repleto de truques e reviravoltas, A teia da aranha fará a delícia dos fãs da Rainha do Crime.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    A TEIA DA ARANHA

  • Título Original:
    SPIDER'S WEB
  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Policial
    Romance policial
  • Série:
    Agatha Christie
  • Referência:
    710
  • Cód.Barras:
    9788525417756
  • ISBN:
    978.85.254.1775-6
  • Páginas:
    176
  • Edição:
    junho de 2008

Vida & Obra

Agatha Christie

Agatha Christie é, e sempre será, a Rainha do Crime. Soberana dos romances policiais, vendeu bilhões de livros pelo mundo e foi traduzida para 45 línguas, sendo ultrapassada em vendas somente pela Bíblia e por Shakespeare. Nasceu Agatha Mary Clarissa Miller, em 15 de setembro de 1890, na cidade inglesa de Torquay, mais precisamente na mansão Ashfield. Cresceu ouvindo as histórias de Conan Doyle, Edgar Allan Poe e Leroux, contadas por sua irmã mais velha, Madge. Mas f...

Ler mais

Opinião do Leitor

Jorge de Lima
São Paulo - SP

Cheguei em casa ontem às 10 da noite, tendo saído às 5 da tarde do trabalho. Mas o motivo não foi o trânsito infernal desta cidade -- que, aliás, nem sei como anda (ou como "não anda"), pois moro e trabalho na mesma região.

Ocorre que, quando desci da minha carona, descobri que havia deixado as chaves de casa no trabalho... Eu até poderia voltar lá para buscar, mas achei que seria muita mão de obra.

Passei na banca de jornal, comprei um exemplar de A Teia da Aranha. Depois, entrei na padaria do bairro, pedi um suco de laranja (e, mais tarde, uma pizza mezzo palmito mezzo brócolis).

Sentei-me, li, fiquei tenso, ri bastante e deixei muita gente inquieta com o meu estado de espírito dentro da padaria. Verdade é que eu ainda não tinha me divertido tanto com um livro da Dama do Crime (e olha que já li para mais de 50 títulos desta autora). Apesar de haver pelo menos um homicídio, tenho certeza que o público no teatro também deve ter rido à beça quando essa peça estreou em Londres, 50 anos atrás.

Só saí depois de terminar a leitura e dar o livro de presente para o interessado, divertido e muito cortês garçom que me atendeu.

04/07/2013

Agatha

Adriana de Godoy
Ribeirão Pires/SP

Esse livro é de tirar o fôlego!!!
Um delicioso quebra-cabeça criado por Agatha.
Um dos melhores. A trama é realmente uma teia da aranha, que vai se destrinchando com final estarrecedor.
Recomendadíssimo.

12/09/2010

Você também pode gostar