Outros Formatos


"Andy Warhol me disse que estávamos fazendo na música o mesmo que ele na pintura, no cinema e na literatura. Ou seja, não era brincadeira."

Lou Reed - "Mate-me por favor"

MATE-ME POR FAVOR

PLEASE KILL ME

Legs McNeil
Gillian McCain

Tradução de Lúcia Brito

Mate-me por favor é a história definitiva e nunca antes contada sobre os anos 70 e a Blank Generation. Narrando o nascimento do que hoje se chama punk, desde a Factory de Andy Warhol até o Max’s Kansas City nos anos 60 e 70, chegando ao Reino Unido nos anos 80, os autores Legs McNeil e Gillian McCain apresentam a explosiva trajetória do mais incompreendido fenômeno pop. Fluentemente construído a partir de um coro de vozes, Mate-me por favor é uma história oral que tem o ritmo narrativo e a excitação de um romance.

Em centenas de entrevistas com todos os personagens originais, incluindo Iggy Pop, Patti Smith, Dee Dee e Joey Ramone, Debbie Harry, Nico, Wayne Kramer, Danny Fields, Richard Hell e Malcolm McLaren, adentra-se nos camarins e nos apartamentos para reviver o que começou nas entranhas de Nova York como uma pequena cena artística e se tornou um verdadeiro momento revolucionário da música. Mate-me por favor começa quando o CBGB e o Bowery eram uma legítima terra de ninguém; a obra ainda revive os dias de glória das bandas Velvet Underground, Ramones, MC5, Stooges, New York Dolls, The Doors, Television e Patti Smith Group e disseca a morte do punk – quando este se torna manchete de jornais e uma nova onda para os retardatários.

 

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    MATE-ME POR FAVOR

  • Título Original:
    PLEASE KILL ME
  • Catálogo:
    Outros Formatos
  • Gênero:
    Música
  • Cód.Barras:
    9786556661544
  • ISBN:
    9786556661544
  • Edição:
    abril de 2021

Vida & Obra

Legs McNeil

Legs McNeil batizou o movimento punk em 1975, ao dar este nome a uma revista de música e cultura pop dos anos 70. Foi editor da Spin e editor-chefe da Nerve.

Ler mais

Gillian McCain

Gillian McCain foi coordenadora de programação do Poetry Project na St. Mark’s Church, onde Patti Smith fez suas primeiras leituras e os diários de Jim Carroll foram descobertos.

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


Mate-me por favor é a história definitiva e nunca antes contada sobre os anos 70 e a Blank Generation. Narrando o nascimento do que hoje se chama punk, desde a Factory de Andy Warhol até o Max’s Kansas City nos anos 60 e 70, chegando ao Reino Unido nos anos 80, os autores Legs McNeil e Gillian McCain apresentam a explosiva trajetória do mais incompreendido fenômeno pop. Fluentemente construído a partir de um coro de vozes, Mate-me por favor é uma história oral que tem o ritmo narrativo e a excitação de um romance.

Em centenas de entrevistas com todos os personagens originais, incluindo Iggy Pop, Patti Smith, Dee Dee e Joey Ramone, Debbie Harry, Nico, Wayne Kramer, Danny Fields, Richard Hell e Malcolm McLaren, adentra-se nos camarins e nos apartamentos para reviver o que começou nas entranhas de Nova York como uma pequena cena artística e se tornou um verdadeiro momento revolucionário da música. Mate-me por favor começa quando o CBGB e o Bowery eram uma legítima terra de ninguém; a obra ainda revive os dias de glória das bandas Velvet Underground, Ramones, MC5, Stooges, New York Dolls, The Doors, Television e Patti Smith Group e disseca a morte do punk – quando este se torna manchete de jornais e uma nova onda para os retardatários.

 
" />