Coleção L&PM E-books


LADY SUSAN, OS WATSON E SANDITON

LADY SUSAN, THE WATSONS, SANDITON

Jane Austen

Tradução de Rodrigo Breunig

A magistral vilã de Jane Austen

Não se sabe ao certo quando Jane Austen (1775-1817) escreveu o romance Lady Susan; estima-se que entre 1794 e 1805. O que se sabe é que ela preferiu não apresentar o texto para publicação, e este permaneceu desconhecido do por mais de cinquenta anos após a morte da autora.

Lady Susan põe em cena uma bela e ardilosa aristocrata que se tornou viúva e não hesita em manipular as ­pessoas – principalmente os homens – ao seu bel-prazer. Monstro ­egoísta, joga com o destino da filha – que considera sem charme e sem inteligência –, com seus sobrinhos, e se mostra a personagem mais calculista e odiosa já criada por Jane Austen. Em nenhuma outra obra ela abordou os costumes e a moral da época de forma tão satírica. E, ao que parece, se divertiu muito criando Lady Susan e os demais personagens. Este volume traz também Os Watson e Sanditon, duas obras inacabadas da autora que, apesar de ter morrido muito cedo e produzido pouco, vem conquistando legiões de leitores ao longo dos séculos, até os dias de hoje.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    LADY SUSAN, OS WATSON E SANDITON

  • Título Original:
    LADY SUSAN, THE WATSONS, SANDITON
  • Catálogo:
    Coleção L&PM E-books
  • Gênero:
    Literatura estrangeira
    Romance Ficção Ficção estrangeira
  • eISBN:
    978.85.254.3488-3

Vida & Obra

Jane Austen

Jane Austen é uma das escritoras inglesas mais famosas, passados mais de dois séculos de sua morte. Autora de romances como Orgulho e preconceito, Razão e sentimento e Persuasão, consagrou-se por seus diálogos afiados e pela ironia presente em seus romances. Seus recursos de linguagem tinham um alvo específico: a sociedade provinciana inglesa do século XVIII.

Nasceu dia 16 de dezembro de 1775, em Hampshire, na Inglaterra. Filha do reverendo George Austen ...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


A magistral vilã de Jane Austen

Não se sabe ao certo quando Jane Austen (1775-1817) escreveu o romance Lady Susan; estima-se que entre 1794 e 1805. O que se sabe é que ela preferiu não apresentar o texto para publicação, e este permaneceu desconhecido do por mais de cinquenta anos após a morte da autora.

Lady Susan põe em cena uma bela e ardilosa aristocrata que se tornou viúva e não hesita em manipular as ­pessoas – principalmente os homens – ao seu bel-prazer. Monstro ­egoísta, joga com o destino da filha – que considera sem charme e sem inteligência –, com seus sobrinhos, e se mostra a personagem mais calculista e odiosa já criada por Jane Austen. Em nenhuma outra obra ela abordou os costumes e a moral da época de forma tão satírica. E, ao que parece, se divertiu muito criando Lady Susan e os demais personagens. Este volume traz também Os Watson e Sanditon, duas obras inacabadas da autora que, apesar de ter morrido muito cedo e produzido pouco, vem conquistando legiões de leitores ao longo dos séculos, até os dias de hoje.

" />