Coleção L&PM Pocket


O LOUCO SEGUIDO DE AREIA E ESPUMA

THE MADMAN E SAND AND FOAM

Khalil Gibran

Tradução de Alexandre Boide

Filosofia e espiritualidade

“Assim me tornei um louco. E encontrei liberdade e segurança em minha loucura; a liberdade da solidão e a segurança de não ser compreendido, pois aqueles que nos compreendem escravizam algo em nós.”

Neste livro, Khalil Gibran (1883-1931) repete a façanha que o imortalizou em O profeta ao unir filosofia e espiritualidade em textos que são verdadeira poesia em prosa. Em O louco (1918), o autor questiona temas eternos e contundentes como a religião, a moralidade e as normas sociais fazendo uso, de maneira única, de parábolas e poemas.

Já em Areia e espuma (1926), Gibran presenteia o leitor com uma coleção de aforismos que revelam, à primeira vista de modo simples, a profunda sabedoria de um dos escritores mais lidos da história.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    O LOUCO SEGUIDO DE AREIA E ESPUMA

  • Título Original:
    THE MADMAN E SAND AND FOAM
  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Literatura estrangeira
  • Referência:
    1318
  • Cód.Barras:
    9788525438744
  • ISBN:
    978.85.254.3874-4
  • Páginas:
    144
  • Edição:
    agosto de 2019

Vida & Obra

Khalil Gibran

Khalil Gibran (1883, Líbano - 1931, Nova York) foi um ensaísta, filósofo, prosador, poeta, conferencista e pintor. Nasceu em 6 de dezembro, em Bsharri, nas montanhas do Líbano, a uma pequena distância dos cedros milenares. Em 1894 emigra para os Estados Unidos com a mãe, o irmão Pedro e as duas irmãs, Mariana e Sultane. Vão morar em Boston, mas o pai permanece em Bsharri.

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


Filosofia e espiritualidade

“Assim me tornei um louco. E encontrei liberdade e segurança em minha loucura; a liberdade da solidão e a segurança de não ser compreendido, pois aqueles que nos compreendem escravizam algo em nós.”

Neste livro, Khalil Gibran (1883-1931) repete a façanha que o imortalizou em O profeta ao unir filosofia e espiritualidade em textos que são verdadeira poesia em prosa. Em O louco (1918), o autor questiona temas eternos e contundentes como a religião, a moralidade e as normas sociais fazendo uso, de maneira única, de parábolas e poemas.

Já em Areia e espuma (1926), Gibran presenteia o leitor com uma coleção de aforismos que revelam, à primeira vista de modo simples, a profunda sabedoria de um dos escritores mais lidos da história.

" />