Coleção L&PM E-books


A COSTELA DE ADÃO

LA COSTOLA DI ADAMO

Antonio Manzini

Tradução de Maurício Santana Dias e Solange Pinheiro

Mais um caso para o subchefe de polícia Rocco Schiavone.

Este é o segundo livro de Manzini publicado no Brasil. Pista negra foi a estreia de Rocco Schiavone, o mal-humorado e excêntrico investigador que encanta milhares de leitores em todo o mundo. E este A costela de Adão obedece à mesma lógica fascinante que faz com que o leitor não consiga parar de ler. Uma história cheia de surpresas, na qual também se desvendam alguns dos mistérios que cercam a vida de Rocco Schiavone. Mistérios que combinam amargura e lealdade.

 

“Os romances policiais de Manzini são um pretexto para falar brilhantemente sobre a sociedade italiana.”  Andrea Camilleri

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    A COSTELA DE ADÃO

  • Título Original:
    LA COSTOLA DI ADAMO
  • Catálogo:
    Coleção L&PM E-books
  • Gênero:
    Literatura estrangeira
    Policial Ficção estrangeira
  • eISBN:
    978-65-5666-049-3
  • Edição:
    maio de 2020

Vida & Obra

Antonio Manzini

Antonio Manzini nasceu em Roma, em 1964. É escritor, ator e roteirista de cinema e televisão. Estreou na literatura com o romance Sangue marcio [Sangue podre], em 2005. Lançou Pista nera, o primeiro romance da série protagoni...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


Mais um caso para o subchefe de polícia Rocco Schiavone.

Este é o segundo livro de Manzini publicado no Brasil. Pista negra foi a estreia de Rocco Schiavone, o mal-humorado e excêntrico investigador que encanta milhares de leitores em todo o mundo. E este A costela de Adão obedece à mesma lógica fascinante que faz com que o leitor não consiga parar de ler. Uma história cheia de surpresas, na qual também se desvendam alguns dos mistérios que cercam a vida de Rocco Schiavone. Mistérios que combinam amargura e lealdade.

 

“Os romances policiais de Manzini são um pretexto para falar brilhantemente sobre a sociedade italiana.”  Andrea Camilleri

" />