Coleção L&PM E-books


DO QUE VOCÊ PRECISA PARA SER FELIZ?

A grandeza da vida

De acordo com o Dr. J.J. Camargo, o que aproxima a literatura da medicina é o compartilhamento de um território comum em que ambas lidam com a condição humana, a dor, o desespero, a esperança e a morte. Para lidar com essa condição, o escritor e o médico dependem de um só instrumento, a pala­vra. Para o primeiro, um artifício para expressar sentimentos; para o segundo, um mediador da relação entre o paciente, com seus dramas e tragédias, e o seu médico, treinado para ajudar a enfrentá-las.

Nestas crônicas, o Dr. J.J. Camargo – referência internacional em cirurgia torácica e autor do primeiro transplante de pulmão da América Latina – escuta seus pacientes e transpõe para o papel os ensinamentos que todos eles, seja em momentos de dor, de negação, de cura, lhe entregaram ao longo de todos esses anos de medicina. Não é exagero falar em momentos de revelação, que só a proximidade com a morte são capazes de produzir. Para além de um doente e de sua doença está um indivíduo enfrentando a talvez pior adversidade pela qual passará em sua vida. No fim das contas, é nesses momentos que se descobre que é preciso muito pouco para ser feliz.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    DO QUE VOCÊ PRECISA PARA SER FELIZ?

  • Catálogo:
    Coleção L&PM E-books
  • Gênero:
    Crônica
    Saúde Literatura moderna brasileira
  • eISBN:
    978.85.254.3615-3
  • Edição:
    setembro de 2015

Vida & Obra

J.J. Camargo

J.J. Camargo é professor de cirurgia torácica na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). Doutor em pneu­mologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde se formou em 1970, fez especialização na Clínica Mayo (EUA). Foi pioneiro em transplante de pulmão na Amé­rica Latina em 1989 e o primeiro a realizar transplante de pulmão com doadores vivos fora dos EUA, em 1999. Idealizador e diretor do Centro de Transplantes...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar