Coleção L&PM Pocket


"O homem dos seus sonhos não cometeria a deselegância de se chamar Dejair ou usar alpargatas. Você morreria antes de pensar em ser infiel. Não passa pela sua cabeça namorar alguém que você não goste. E homem casado, nem pintado de ouro. Mais baixeza que isso, só participar de suruba.

Bem-vinda ao clube das mulheres que só estão esperando uma boa oportunidade para mandar suas teorias às favas e passar a viver a vida como ela se oferece. Maria Ana, personagem do livro de estréia da Claudia Tajes, também sonha com o príncipe encantado, mas não é fanática por contos de fadas: enquanto não pinta o homem certo, ela vai se divertindo com os errados.

Dez (quase) amores narra os en­con­tros e desencontros de uma legítima 'mulher solteira procura', papel que todas nós já pro­tagonizamos um dia. É divertidíssimo. Tem tira­das impa­gáveis. Puro entretenimento. Um livro reconfortante para quem acha que é o único ser humano do planeta que está sem programa pro sábado. Duvido que seja seu caso, mas se for, o exemplar que você tem em mãos está aí mesmo pra lhe fazer companhia".

Martha Medeiros

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    DEZ QUASE AMORES

  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Contos
    Literatura moderna brasileira
  • Referência:
    698
  • Cód.Barras:
    9788525417732
  • ISBN:
    978.85.254.1773-2
  • Páginas:
    128
  • Edição:
    maio de 2008

Vida & Obra

Claudia Tajes

Claudia Tajes nasceu em Porto Alegre em 1963. Redatora publicitária, estreou na literatura com Dez (Quase) Amores (L&PM Editores, 2000). Seguiram-se As Pernas de Úrsula & Outras Possibilidades (L&PM Editores, 2001) e o romance Dores, Amores & Assemelhados (L&PM Editores, 2002), A vida sexual da mulher feia (2005), Louca por homem (L&PM 2011), Vida dura (L&PM POCKET, 2008) e Só as mulheres e a...

Ler mais

Opinião do Leitor

andressa medeiros
porto alegre - rio grande do sul

O livro é muito bom, ótimo pra ler. A cada página você quer ler mais. São tantos amores que você fica curioso pra saber o que vai acontecer. A linguagem é muito divertida. Adorei! Parabéns Claudia Tajes :)

19/12/2013 09:03:20

Agatha

Bruna Farias
Cachoeirinha - RS

Comecei a ler o livro ontem quando por acaso achei em uma gaveta de um armário muito antigo da minha avó. Creio eu que seja de alguma tia minha ou coisa parecida. Neste momento estou com muita vontade de comer ele, pois nao faço mais nada a não ser lê-lo. Estou realmente apaixonada pelos dez quase amores... Muito obrigada por ser tão sincera e verdadeira com as palavras. Você fala nesse livro sem medo e vergonha do que os outro possam falar ou pensar de você. Desde ontem virei sua fã numero 1, pois nunca havia lido um livro tão bom quanto o seu. Beijo.

15/01/2013 10:17:12

Você também pode gostar


Bem-vinda ao clube das mulheres que só estão esperando uma boa oportunidade para mandar suas teorias às favas e passar a viver a vida como ela se oferece. Maria Ana, personagem do livro de estréia da Claudia Tajes, também sonha com o príncipe encantado, mas não é fanática por contos de fadas: enquanto não pinta o homem certo, ela vai se divertindo com os errados.

Dez (quase) amores narra os en­con­tros e desencontros de uma legítima 'mulher solteira procura', papel que todas nós já pro­tagonizamos um dia. É divertidíssimo. Tem tira­das impa­gáveis. Puro entretenimento. Um livro reconfortante para quem acha que é o único ser humano do planeta que está sem programa pro sábado. Duvido que seja seu caso, mas se for, o exemplar que você tem em mãos está aí mesmo pra lhe fazer companhia".

Martha Medeiros

" />