em 


Opções Avançadas

Vida & Obra

 

Livros do Autor



A ALMA DO HOMEM SOB O SOCIALISMO

Oscar Wilde
Tradução de Heitor Ferreira da Costa

Coleção L&PM E-books
Formato ePub
ISBN 978.85.254.2241-5

R$9,90



A ALMA DO HOMEM SOB O SOCIALISMO

Oscar Wilde
Tradução de Heitor Ferreira da Costa

Coleção L&PM Pocket
Ref. 312
96 páginas
ISBN 978.85.254.1246-1
Também em e-book

R$19,90



A IMPORTÂNCIA DE SER PRUDENTE

Oscar Wilde
Tradução de Petrucia Finkler

Coleção L&PM Pocket
Ref. 1139
104 páginas
ISBN 978-85-254-3038-0
Também em e-book

R$19,90



A IMPORTÂNCIA DE SER PRUDENTE

Oscar Wilde
Tradução de Petrucia Finkler

Coleção L&PM E-books
Formato ePub
ISBN 978.85.254.3112-7

R$14,90



DE PROFUNDIS

Oscar Wilde
Tradução de Júlia Tettamanzy e Maria Angela Aguiar

Coleção L&PM E-books
Formato ePub
ISBN 978.85.254.2366-5

R$11,90

Veja Mais

Oscar Wilde

De todos os dândis que encantavam a sofisticada sociedade londrina do final do século XIX, o mais brilhante e luminoso era sem dúvida Oscar Fingal O'Flahertie Wills Wilde (Dublin, 1854 – Paris, 1900). Célebre, respeitado, Wilde vivia o ano de 1895 como o grande autor de Retrato de Dorian Gray (1891) e de três peças que faziam sucesso no momento: O leque de Lady Windermere, Um marido ideal e A importância de ser prudente. Neste mesmo ano, acusado de crimes de natureza sexual, foi processado pela família de Lord Alfred Douglas, um jovem aristocrata por quem se apaixonara e com quem compartilhava um excêntrico estilo de vida. Condenado, sua vida mudou radicalmente e o talentoso escritor viu-se encarcerado por dois anos com trabalhos forçados que consumiram sua saúde e fulminaram sua reputação. Cumprida a pena, decidiu exilar-se em Paris em 1898 onde morreu a 30 de novembro de 1900.

Quase todos os seus livros se tornaram clássicos da língua inglesa. Assim, as histórias comoventes de O príncipe feliz (1880), noveletas como O crime de Lorde Arthur Savile e O fantasma de Canterville (L&PM POCKET, v. 284), peças como A importância de ser prudente, considerada uma das obras-primas da comédia inglesa. Na prisão escreveu o poema The Ballad of Reading Gaol, De Profundis (L&PM POCKET, v. 87) e o clássico anarquista, A alma do homem sob o socialismo (L&PM POCKET, v. 312), cuja versão integral só apareceu em 1962. O retrato de Dorian Gray (L&PM POCKET, v. 239), seu único romance, com inúmeras traduções em dezenas de línguas desde seu lançamento, numa versão mais curta, no Lippincott’s Magazine (1890), provocou reações simultâneas de ira e admiração entusiástica. Um jornal considerou-o “carregado de odores mefíticos de putrefação moral e espiritual”, outro o condenou ao fogo. Oscar Wilde defendeu-se declarando que não havia livro moral nem imoral, “o que há são livros bem escritos ou mal escritos”. Como desafio, resolveu publicar Dorian Gray em livro, acrescentando-lhe o prefácio e novos capítulos. A primeira edição saiu em abril de 1891. Em 1974, foi estreada em Amsterdam a ópera do compositor holandês de vanguarda Hans Kox, baseada em O retrato de Dorian Gray.

Vídeos Relacionados

Opinião do Leitor

" Achei legal
"

Nayara Pricilla
São luís - Maranhão

"Oscar Wilde nos surpreende com o conto O Fantasma de Canterville mostrando nele uma representação cômica de como pode ser a vida de um fantasma.Seu romançe O Retrato de Doriam Gray é maravilhosamente detalhado com uma linguagem deliciosa.Ótimo escritor."

Mahatma José Lins Duarte
Três Lagoas/MS

voltar ir para o topo   imprimir página
 

Home    Quem Somos    Notícias    Mapa do Site    Fale Conosco    Podcast L&PM

Rua Comendador Coruja, 314 - Fone: (51) 3225.5777 - Fax: (51) 3221.5380 - Porto Alegre/RS - CEP 90220-180
Alameda Santos, 1470, cj 310 - Cerqueira César - Fone: (11) 3578.6606 - São Paulo/SP - CEP 01418-903

© 2003-2019 Publibook Livros e Papeis Ltda. - CNPJ 87.932.463/0001-70 - Powered by CIS Manager   Desenvolvido por Construtiva